O projeto desta escada envolveu uma complexa obra de engenharia. A original ficava bem no centro do living. Assim, quem entrava no apartamento dava de cara com ela. O casal de moradores, um advogado de 36 anos e uma dentista de 40, queriam uma escada que atrapalhasse o menos possível a amplitude e a circulação da sala.

Os arquitetos Eduardo e Márcia Batistelli e a designer de interiores Verena Martins Ferreira resolveram posicioná-la no canto, ocupando 2,06 m de largura, 2,75 m de comprimento (na base) e 3,06 m de altura. “A escada tomava muito espaço tanto da sala de estar, embaixo, como da sala de TV, em cima”, afirma Eduardo. “A mudança redistribuiu todo o espaço”. Mais do que redistribuir, acrescentou melhorias ao ambiente, uma vez que o vão da escada foi aproveitado como adega, com capacidade para 57 garrafas.

Fonte: Casa e Jardim nº 619, agosto de 2007.

2017-08-11T18:26:45+00:00